domingo, 5 de fevereiro de 2012

“A Paz esteja convosco”



Jesus, ao estar conosco, dentre tantas missões, entre elas a de nos libertar da escravidão do pecado; anunciar a vida eterna; destacar o Reino de Deus entre nós; anunciar a Boa Nova, uma missão que gostaria de refletir  é a de propor-nos o verdadeiro sentido da Paz, pois como Isaías coloca, Jesus é o Príncipe da Paz.

Quando pensamos ou falamos em paz, um dos primeiros pensamentos é fraternidade, respeito, igualdade, liberdade, direitos, etc. Certamente, tudo leva a paz. Porém, a verdadeira paz é aquela que está na proposta de Jesus, não somente numa paz de calmaria, numa paz entre povos, mas sim, numa paz substancial que é a “Paz de Espírito”. A paz que não vem do homem, mas que vem de Deus. A paz que sobressai diante o sofrimento da doença física, emocional e social. A paz que sobrevive às diversidades temporais da vida. A paz que nos dá serenidade para sobressair das mais diversas formas de tentações e opressões espirituais.

Jesus sempre referiu a paz, nas mais diversas situações em que viveu, e uma delas foi quando ao estar no Monte das Oliveiras, sabendo pelo qual iria passar, diz aos seus discípulos “A paz esteja com convosco” e logo em seguida é preso e passa por toda a paixão.

Pois bem, é preciso que vivamos na busca da paz entre os povos, mas primeiramente, devemos procurar viver esta paz proposta por Jesus dentro de nós, que é aquela que nos faz suportar toda as dificuldades do dia a dia. Que nos fortalece nos momentos mais difíceis da vida, nos dando sempre a certeza da vitória e de que não estamos sozinhos em momento algum. É esta paz que nos faz ser transformadores do mundo, porque vivendo esta paz, tornamos-nos espelhos e refletimos aos nossos irmãos. A paz que vem de Deus, nos torna testemunhos de que é possível ser felizes mesmo diante as dificuldades, diante dos sofrimentos e assim, fortalecemos a esperança para o outro.

Portanto, para sermos promotores da paz é preciso primeiro sentir esta paz que vem de Deus. Esta paz proposta por Jesus, que mesmo vivemos perseguições, mesmo não sendo aceito entre os seus. Mesmo vivendo uma vida, quase que toda ela excluída. Este Jesus que curou muitos e mesmo assim, pediram-lhe sua morte sempre manteve fortalecido anunciando a todos que vivam a paz. Jesus que depois de ressuscitado aparece aos seus discípulos que estavam reunidos amedrontados e diz “A paz esteja convoco”.Ou seja, Jesus é a paz que nos dá a paz.

Certamente, é esta paz que pode transformar a realidade. É esta paz que pode promover o homem em si mesmo e a partir dela, mudar sua realidade em volta estendendo a todos. Portanto, como discípulos de Jesus, pedimos esta paz a ele, para que ela (paz) seja a fortaleza de nossa vida e sejamos instrumentos para promover a paz.

Ataíde Lemos
Poeta e escritor ( autor do livro O abraço do Pai)
Embaixador da Paz

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. precisamos ter a PAZ dentro da gente e cooperar mundialmende as proteçoes divinas na vida de todos. Mas tbm devemos intervir para ter PAZ ABSOLUTA, retirar aquelas pessoas que nao nos fazem bem nenhum. Assim a PAZ que precisamos, irá FLUIR com serenidade dentro da gente. E assim sendo conseguiremos elevar A PAZ que é o AMOR E A DOAR PALAVRAS DE CONFORTO a todos que PRECISAM de UM PSIGOLOGO, UM TERAPEUTA... ESTES SOMOS NÒS. PROVEDORES DE AMOR. ESTÀ È A VERDADEIRA PAZ.
    LINDA E MARAVILHOSA MENSAGEM ATAÌDE!
    Obrigada!
    Ass: Carla

    ResponderExcluir